Buscar

Dia 23 de Julho

Sábado - 16ª Semana Tempo Comum

 

1ª Leitura Ct 3,1-4a


Encontrei o amor de minha vida.


Leitura do Livro do Cântico dos Cânticos 3,1-4a


Eis o que diz a noiva:

1 "Em meu leito, durante a noite, busquei o amor de minha vida: procurei-o, e não o encontrei.

2 Vou levantar-me e percorrer a cidade, procurando pelas ruas e praças, o amor de minha vida: procurei-o, e não o encontrei.

3 Encontraram-me os guardas que faziam a ronda pela cidade. 'Vistes porventura o amor de minha vida?'

4a E logo que passei por eles, encontrei o amor de minha vida". Palavra do Senhor.


Ou:


Agora, já não conhecemos Cristo segundo a carne.

Leitura da Segunda Carta de São Paulo aos Coríntios 5,14-17


Irmãos,

14 o amor de Cristo nos pressiona, pois julgamos que um só morreu por todos, e que, logo, todos morreram.

15 De fato, Cristo morreu por todos, para que os vivos não vivam mais para si mesmos, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou.

16 Assim, doravante, não conhecemos ninguém conforme a natureza humana. E, se uma vez conhecemos Cristo segundo a carne, agora já não o conhecemos assim.

17 Portanto, se alguém está em Cristo, é uma criatura nova. O mundo velho desapareceu. Tudo agora é novo.

Palavra do Senhor.

 

Salmo responsorial


Sl 83(84),3.4.5-6a e 8a.11 (R. 2)


R. Quão amável, ó Senhor, é vossa casa!


3 Minha alma desfalece de saudades * e anseia pelos átrios do Senhor! Meu coração e minha carne rejubilam * e exultam de alegria no Deus vivo! R.


4 Mesmo o pardal encontra abrigo em vossa casa, † e a andorinha ali prepara o seu ninho, * para nele seus filhotes colocar: vossos altares, ó Senhor Deus do universo! * vossos altares, ó meu Rei e meu Senhor! R.


5 Felizes os que habitam vossa casa; * para sempre haverão de vos louvar!

6a Felizes os que em vós têm sua força, *

8a Caminharão com um ardor sempre crescente. R.


11 Na verdade, um só dia em vosso templo * vale mais do que milhares fora dele! Prefiro estar no limiar de vossa casa, * a hospedar-me na mansão dos pecadores! R.

 

Aclamação ao Evangelho Tg 1,21bc R. Aleluia, Aleluia, Aleluia. V. Acolhei docilmente a Palavra

semeada em vós, meus irmãos; ela pode salvar vossas vidas!

 

Evangelho

Deixai crescer um e outro até a colheita! Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 13,24-30 Naquele tempo, 24 Jesus contou outra parábola à multidão: "O Reino dos Céus é como um homem que semeou boa semente no seu campo. 25 Enquanto todos dormiam, veio seu inimigo, semeou joio no meio do trigo, e foi embora. 26 Quando o trigo cresceu e as espigas começaram a se formar, apareceu também o joio.

27 Os empregados foram procurar o dono e lhe disseram: 'Senhor, não semeaste boa semente no teu campo? Donde veio então o joio?'

28 O dono respondeu: 'Foi algum inimigo que fez isso'. Os empregados lhe perguntaram: 'Queres que vamos arrancar o joio?'

29 O dono respondeu: 'Não! Pode acontecer que, arrancando o joio, arranqueis também o trigo.

30 Deixai crescer um e outro até a colheita! E, no tempo da colheita, direi aos que cortam o trigo: arrancai primeiro o joio e o amarrai em feixes para ser queimado! Recolhei, porém, o trigo no meu celeiro!'".

Palavra da Salvação.

0 visualização