Pastoral Catequética

Pastoral Catequética


1) O que é a Pastoral Catequética?

É a Pastoral que tem como prioridade a formação permanente, sistemática e progressiva na fé, conduzindo as crianças, jovens e adultos na vida da comunidade, na celebração e na vivência dos mistérios da fé cristã, no seguimento a Jesus Cristo, com suas implicações, e no compromisso com a transformação da realidade. Temos como fonte de vivência a Palavra de Deus, que nos orienta e nos provoca a um confronto com a realidade atual. A Catequese é uma ação comunitária que engloba o compromisso de todos: pais, catequistas, comunidade cristã e pároco. Para nós catequistas, significa compromisso, responsabilidade e missão.


2) Como tudo começou?  

Tudo começou em 1950, sob a administração Secular, sendo o vigário Pe. Quinto Davi Baldessar tendo como primeira catequista Sra. Maria Rita Wollinger, que passava a ensinar a Palavra de Deus aos pequeninos e aos alunos das Escolas da região e depois tantos outros, durante 55 anos.


3) Quais os projetos da Pastoral

* Em primeiro lugar, EVANGELIZAR sempre e contribuir na construção do Reino de Deus. * Continuar buscando uma participação comprometida das crianças na vida da comunidade. * Conscientizar as crianças da importância do Batismo, preparando-as para a renovação das promessas. * Preparar a realização da Primeira Eucaristia.


4) Cite algumas alegrias desta Pastoral? A alegria de evangelizar e servir o Reino de Deus. E também, a alegria de enxergar no rostinho de uma criança a descoberta da fé, sentindo a cada encontro que eles caminhando conosco e com tanto interesse chegam à descoberta desse amigo tão especial que é Jesus.




5) Quais as dificuldades encontradas hoje, na concretização da pastoral? * Grande peso da responsabilidade catequética assumida como tarefa predominantemente individual. Pouca participação familiar e comunitária; * Falta de cooperação com o trabalho catequético, por omissão, despreparo ou inexistência da família; * Descontinuidade da catequese após a obtenção do sacramento, pelos catequizandos prejudicando a catequese da Crisma num futuro próximo; * Não envolvimento e não comprometimento do catequista e do catequizando na comunidade de fé; * Dificuldades do catequista em chegar até a família e aos pais de catequizandos que têm problemas mais sérios de relacionamento; * Reunião de Catequese, em geral, só congrega catequistas de primeira Eucaristia; fica estreito o campo de atuação com os responsáveis;


6) Que mensagem você nos deixa para a nossa comunidade?


Que ser catequista é uma vocação! É um chamado da parte de Deus para uma missão. O catequista, ao sentir esse chamado verifica que necessita compreender melhor seu trabalho missionário.

Sentir-se chamado a ser catequista e receber da Igreja a missão para fazê-lo pode exigir, de fato, diversos graus de dedicação, segundo as características de cada um. Há muitas formas de exercer o ministério catequético, mas independente delas, o catequista deve: Ser Vocação: Sou chamado a servir. Saber: Sou discípulo e devo aprender com Jesus. Fazer: Sou enviado pela Igreja, em missão. Conviver: Devo formar comunidade fraterna.

O catequista é um instrumento vivo, através do qual Deus se comunica com os homens; é um educador da fé e não um mero repetidor de uma doutrina; é um transmissor do Evangelho com a própria vida, seguindo o conteúdo, o estilo, os critérios e os métodos de Jesus, aprendendo a ter os seus mesmos sentimentos (cf. Fl 2, 5-11).

Se você sentiu este chamado, venha ser também um catequista!!!!!

4 visualizações

Endereço

Expediente da Secretaria

Horário da Secretaria

Terça a Sexta das 14:00 às 18:00

Sábado das 08:00 às 12:00h

Cadastre seu E-mail

Receba nossas Informações

cnbbBrasil.jpg
Santa-Sé.jpg
ArqFln.jpg

© Todos os Direitos Reservados • Paróquia de São João Batista e Santa Luzia  •   CNPJ 083.932.343/0013-55

Site Desenvolvido por:

QUALITY Soluções Web

© 1996-2020 "24 anos inspirando Tecnologia para Você!