Pastoral Familiar

1. O que é a Pastoral Familiar?

É um serviço que se realiza na Igreja e com a Igreja, de forma organizada e planejada através de agentes específicos, com metodologia própria, tendo como objetivo apoiar a família a partir da realidade em que se encontra, para que possa existir e viver dignamente, estabelecer  relacionamentos e formar as novas gerações conforme o plano de Deus. Abrange todas as famílias, com o propósito de promover a inclusão e resgatar os valores e a dignidade de cada pessoa.   A Pastoral Familiar é como o "eixo" das pastorais. É uma pastoral ampla, abrangente, que age unida a outras pastorais. Tem, contudo, uma atuação própria e específica. Por isso precisa de agentes especializados.   Ela é muito mais abrangente que os movimentos familiares. A Pastoral Familiar , mesmo associada a outras pastorais e movimentos, tem dimensões próprias. É muito importante deixar claro que a Pastoral Familiar não pode ser substituída pelos movimentos e serviços familiares. Ela coordena e une estes, para alcançar os objetivos de pastoral. Os movimentos e serviços, por sua vez oferecem a espiritualidade, a ação especializada, para que as diversas situações da família sejam atingidas.    Como exemplo dessas diversas situações pode citar: O planejamento familiar natural.   > A terceira idade.    > A formação política e religiosa. A educação sexual.  > A vivência dos sacramentos.




2- Como tudo começou? No Concílio Vaticano II começou-se a delinear na Igreja uma proposta inspiradora para os esforços da evangelização da família. Desde o início de seu pontificado, o Papa João Paulo II dedicou atenção especial à família. No Brasil, a Pastoral Familiar começou a sistematizar a sua caminhada na década de 80, onde foram realizados vários encontros nacionais com os representantes de alguns movimentos e serviços familiares. Em 1981, no IV Sínodo dos Bispos, foi promulgada a Exortação Apostólica Familiaris Consortio sobre a missão da família cristã no mundo de hoje. Desde então, foram realizadas muitas ações pela Igreja no Brasil, mas, percebe-se que a missão da Pastoral Familiar é muito mais ampla, urgente e indispensável. Atualmente, a pastoral familiar pode contribuir para que a família seja reconhecida e vivida como lugar não somente de sacrifício, mas também de realização humana, a mais intensa possível na experiência de paternidade, de maternidade, de filiação, como estrutura de um pertencer que desperte crescimento, maturidade, e proporcione satisfação (cf. Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil, 2008-2010, n. 129). Por isso, a família deve ser ajudada por uma Pastoral Familiar intensa e vigorosa (cf. Bento XVI, Discurso inaugural, Aparecida, 2007, n. 5).


3- Quais os projetos da Pastoral? A Pastoral Familiar possui quatro metas principais: Fazer da família uma comunidade cristã; Fazer com que a família seja santuário da vida; Resgatar para a família seu justo valor de célula primeira e vital da sociedade; Tornar a família missionária e Igreja doméstica.


Objetivos Formar agentes qualificados; Acolher toda família a partir da realidade em que se encontra; Santificar os laços familiares; Apoiar a família no seu papel educador; Promover a missão em família; Valorizar os tempos litúrgicos e datas civis; Articular o trabalho em conjunto com as outras pastorais e movimentos eclesiais; Estabelecer articulações também com forças externas à Igreja.


Como está organizada Para alcançar os objetivos propostos, foi instituída a Comissão Nacional da Pastoral Familiar - CNPF composta pelo bispo presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e Família, pelos bispos conselheiros, pelo assessor nacional, pelo casal coordenador nacional e pelos bispos, assessores e casais representantes da Pastoral Familiar nos 17 Regionais da CNBB e pelos representantes nacionais dos movimentos eclesiais, institutos e serviços familiares. Considerando a realidade brasileira e a experiência eclesial, a Comissão episcopal Pastoral para a vida e a Família, propõe a seguinte organização em nível diocesano e paroquial:


a) Setor Pré-Matrimonial Preparação Remota. Articular com: Crisma, jovens, catequese e escola. Preparação Próxima: Evangelizar namorados e noivos. Preparação Imediata: Diálogo com o Padre, Retiro Espiritual, Rito Sacramental e Celebração.


b) Setor Pós-Matrimonial

Oferecer ajuda e formação para recém-casados e grupos familiares. Formação contínua para a vida conjugal, familiar e comunitária e Celebrações Especiais.


c) Setor Casos Especiais Os casais em segunda união e seus filhos sejam acolhidos, acompanhados e incentivados, conforme sua situação, a participarem da vida da Igreja, segundo as orientações do Magistério (cf. Diretrizes..., n. 133). Acompanhar as diferentes realidades das famílias de migrantes, mães e pais solteiros, famílias com filhos deficientes ou drogados, famílias distanciadas da igreja, matrimônios mistos, atenção especial aos idosos, viúvos, casais em segunda união, alcoolismo etc.


4- Cite algumas alegrias desta Pastoral? A Pastoral familiar está dando muita alegria, principalmente, pelo encontro entre as comunidades. Éramos três comunidades divididas e agora estamos buscando a unidade, começando a nos conhecer através do encontro Hora da Família e isto nos dá muita alegria. Outra alegria é a formação de um grupo de espiritualidade e de apoio religioso às viúvas, viúvos e pessoas sós.


5- Quais as dificuldades encontradas hoje, na concretização da pastoral? A maior dificuldade é a formação da equipe de Pastoral. Esperamos contar com o apoio da nossa comunidade paroquial.  


6- Que mensagem você nos deixa para a nossa comunidade? Tudo o que se está fazendo é para o bem estar da nossa comunidade. Vamos viver a experiência do encontro com Cristo e a sua Igreja. Participe do encontro HORA DA FAMÍLIA e discuta a realidade de sua comunidade e promova o fortalecimento da vida das famílias e ajude-a na formação de valores humanos e cristãos, anunciando com coragem, celebrando com alegria e vivendo com esperança a Boa nova da Família, do matrimônio e da vida.


7- Quais as datas, horários e locais de encontro da Pastoral? A Pastoral familiar faz o encontro Hora da Família, toda última terça feira da cada mês, sendo um mês em cada comunidade, julho foi na Matriz, agosto será na Capela Nossa Senhora dos Navegantes, setembro na Capela do Senhor Bom Jesus do Abraão, outubro novamente na Matriz e novembro encerra na Capela Nossa Senhora dos Navegantes. Acontece sempre às 20:00h.  A Semana da Família acontece na segunda semana do mês de agosto de cada ano. Neste ano nós apresentamos um folder com toda a programação.  A reunião da equipe da Pastoral Familiar se realiza toda a última sexta feira de cada mês no auditório da Matriz, às 20:00h.  Aguardamos com todo carinho a sua presença.

0 visualização

Endereço

Expediente da Secretaria

Horário da Secretaria

Terça a Sexta das 14:00 às 18:00

Sábado das 08:00 às 12:00h

Cadastre seu E-mail

Receba nossas Informações

cnbbBrasil.jpg
Santa-Sé.jpg
ArqFln.jpg

© Todos os Direitos Reservados • Paróquia de São João Batista e Santa Luzia  •   CNPJ 083.932.343/0013-55

Site Desenvolvido por:

QUALITY Soluções Web

© 1996-2020 "24 anos inspirando Tecnologia para Você!